Páginas

Segue o baile

Foto: Tumblr 
Algum tempo atrás, quando as pessoas saiam da minha vida sem ao menos falar o porquê, eu ficava por muito tempo me perguntando o motivo e sofrendo sem saber oque havia de errado comigo. Enquanto o baile seguia eu estava no mesmo lugar tentando entender o motivo das pessoas sairem da minha vida como se oque vivemos não  tivesse significado nada. 

Até que um dia eu parei de me martirizar e conclui que deveria morar no meu peito antes de colocar alguns inquilinos. - Por que não fiz isso a mais tempo?-  Daí, refleti mais um pouco e cheguei a conclusão que antes eu não estaria tão preparada para esse passo. Toda decepção, todas partidas, todo choro em baixo do chuveiro enquanto as lágrimas desciam no mesmo ritmo que a água me fizeram amadurecer muito. E hoje eu sei que por mais intensa seja a história que eu esteja vivendo com a pessoa ela está preste a partir. Mas isso não significa que não irei sofrer, sofrerei mas não igual as outras vezes.


Antes eu tinha medo dos pontos finais, mas hoje sou fã deles. Fechar ciclos rivou um vício. O fim nos trás novas oportunidades, novos começos, novas histórias e aventuras. E aqui estou, com a bagagem feita, pronta para mergulhar de corpo e alma em uma nova aventura.


Não devemos fechar o coração por medo de sofrer, pelo contrário, devemos nos arriscar no novo. Se quiser permanecer na minha vida ótimo, caso contrário, o baile segue e eu vou junto. A vida é curta de mais para perdemos tanto  tempo sofrendo no mesmo lugar. A vida é uma aventura e ela sempre se incarrega de nos levar a lugares incríveis. 

Postar um comentário