Páginas

Resenha "Uma casa no fundo de um lago"


O primeiro encontro. Um passeio de canoa. Dois adolescentes apaixonados. Uma casa dentro do lago. Muito suspense e companheirismo.  E tenho uma coisa a dizer: Que livro!

"Uma casa no fundo de um lago" foi o primeiro livro de suspense que eu li e já adotei a categoria pra vida.

Vamos lá,  tudo começa quando James convida Amélia para um passeio de canoa no lago, onde a paisagem é linda e a água tem um tom de azul deslumbrante,  chegando lá eles encontram um túnel que da acesso a um outro lago, ao chegar lá Amélia  percebem que tem uma espécie de telhado a baixo deles. Logo James mergulha e se da conta que se trata de uma casa com moveis fixo no chão,  e nada flutuando, a partir dai o mistério só aumenta a cada mergulho e vontade de querer descobrir coisas novas junto com eles também.

Os personagens passam o livro praticamente todo explorando a casa. Até que acontece uma coisa dentro da casa  que James e Amélia passam alguns dias sem irem ao lago, mas nada faz eles esquecerem o lugar que eles adotaram como lar, e coisas estranhas passa acontecer, como o quarto de James completamente alagado, Amélia ouvindo sons e sentindo cheiro do lago por toda parte. Então eles decidem voltar lá, ambos com medo, mas ambos dizendo sim.

O livro tem uma narrativa gostosa de ler, os personagens são apaixonantes, e a história é viciante com um misto de suspense, magia  e um romance adolescente. E o que falar do final? Li o final umas 3 vezes pra ver se entendia mas não,  o autor deixou o final em aberto com o gosto de quero a continuação. Assim que terminei de ler fui buscar opiniões sobre o final. E muita gente assim como eu ficou se fazendo a pergunta que os personagens não podiam fazer. Como? Por que?

Como o livro é curtinho acho que o autor está preparando a continuação, sim. Nada explica o final. Eu super recomendo o livro apesar do final em aberto.


Postar um comentário